22 de ago de 2013

Com roteiro finalizado, roteirista garante final emocionante para protagonista de "Instintos de Volúpia"

Após definir o argumento, o roteirista, produtor e diretor do filme "Instintos de Volúpia", Terry Marcos Dourado, dono da Estelar Filmes, divulgou na manhã desta quinta-feira, 22 de agosto, que já finalizou o roteiro e, após muitas reflexões, escolheu um final emocionante, porém muito realista, para o personagem protagonista do curta-metragem que será marcado por forte merchandising social voltado à conscientização pública para a quebra de tabus e de quaisquer resistências na prática do sexo seguro evitando, assim, a infecção por diversas Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), principalmente o HIV/Aids.

Capa do roteiro final do filme "Instintos de Volúpia", de Terry Marcos Dourado.

"Há décadas, o Brasil se destaca no mundo por suas ações de prevenção e combate às DST, com destaque para o HIV/Aids. Mesmo assim, os índices de infecção pelo HIV/Aids tem crescido em níveis preocupantes na população de jovens gays (cada vez mais jovens), mulheres heterossexuais casadas e - pasmem! - na população idosa do país!" - iniciou Terry Marcos Dourado, que é também fundador e, no momento preside, a organização não-governamental (ONG) voltada para questões de saúde, cidadania, educação, cultura e direitos humanos para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), a "ACDHRios Brasil Central", instituição criada em 13 de março de 2010.

"Optei por construir uma trama com um personagem protagonista fictício - o Júlio - mas uma história que foi construída embasada em diversos casos reais que tomei conhecimento nos quase 20 anos de atuação no Movimento Social LGBT e também nos meus 22 anos de profissão como jornalista e radialista" - argumentou o roteirista e diretor cinematográfico de 39 anos, acrescentando que colocou no personagem Júlio diversas situações reais que ocorrem com muita frequência - mais até do que o público supõe - em todas as regiões do Brasil, principalmente nas grandes cidades, tais como: violências homofóbicas, mistura de sexo com drogas e a crescente onda do "barebacking", ou seja, as relações sexuais sem o uso da camisinha (preservativos), que podem - ou não- trazer consequências irreparáveis, como por exemplo, a infecção pelo vírus HIV, causando a Aids que, infelizmente, é uma doença sem cura e que ainda mata muita gente no Brasil e no mundo inteiro", ressaltou Terry Marcos Dourado.

O diretor e roteirista faz mistério com relação ao final escolhido para o personagem Júlio. "Só posso dizer, nesse momento, que após muito refletir, muitas alterações nas inúmeras possibilidades que consegui visualizar para o Júlio, finalmente consegui definir um final coerente com a proposta-chave do filme que é ser um curta-metragem o mais realista possível. O final que escolhi é emocionante. Em breve, quando o filme for lançado no circuito nacional, o público vai poder conferir", finalizou.

"Instintos de Volúpia" terá um personagem protagonista e um elenco entre  personagens coadjuvantes e elenco de apoio formado por 18 rapazes e, ainda, figurantes e participações especiais. No momento, estão confirmados o ex-diretor adjunto do Departamento Nacional de DST/HIV/Aids do Ministério Brasileiro da Saúde, Eduardo Luiz Barbosa; e o exótico personagem do motociclismo brasileiro, Dino Moto Rosa. Mas o roteiro foi especialmente produzido em um formato que permite "enxugar" o elenco, caso não se consiga o apoio financeiro necessário para bancar os custos do filme. [Estelar Filmes - estelarfilmes@yahoo.com.br]

Visitas